O sofrimento pode ter várias formas. Há o sofrimento da autocondenação, quando nos culpamos por algo que fizemos ou deixamos de fazer ou quando sentimos que não merecemos algo e perdemos a autoconfiança. Sentimos culpa e remorso. Há sofrimento na ansiedade, nas preocupações e no medo. Há sofrimento nas perdas, na tristeza, na humilhação, no desespero e na desesperança. Nós podemos carregar esse tipo de sofrimento por muito tempo em nossas vidas, como se carregássemos um fardo pesado e muitas vezes desconhecido para nós mesmos. Uma dor física é um sintoma que mostra que algo não vai bem com o corpo. O sofrimento é um sintoma de que algo não vai bem com você.
Estar consciente enquanto você está experimentando situações de sofrimento é fundamental para poder trabalhar com suas emoções. A tendência natural do ser humano é fugir do sofrimento sempre que possível. Porém ao fugirmos, deixamos de perceber as oportunidades que teríamos de responder a esse sofrimento de outra maneira, ao invés de sermos apenas vítimas de nossas reações inconscientes. Quando negamos ou evitamos pensar sobre nossos sentimentos, acabamos reforçando nosso sofrimento.
O sofrimento está tentando nos contar alguma coisa. É como se fosse um mensageiro. O que sentimos quando sofremos deve ser reconhecido e vivenciado. Se tentarmos ignorar, represar, suprimir ou sublimar esses sentimentos, não conseguiremos resolvê-los e não alcançaremos a paz. A consciência de nossos sentimentos enquanto sofremos, tem em si a semente da cura. Aceitar esses sentimentos enquanto estão acontecendo, independentemente do que eles são, permite um ponto de vista mais abrangente.
É aceitar a responsabilidade de sentir o que você está sentindo naquele momento, porque isso é o que está acontecendo com você naquele instante da sua vida. Esses instantes de dor devem ser vividos intensamente assim como todos os outros instantes da nossa vida e eles podem realmente nos ensinar grandes lições, embora poucos de nós procuremos aprender voluntariamente.
Ter consciência do seu sofrimento permite a você agir ao invés de apenas ser vítima. Quando você observa sua mente rejeitando, negando, protestando, fantasiando ou mesmo acusando, você acaba se perguntando quem na verdade está sofrendo.
A consciência permite a você ver mais claramente a natureza da sua dor. Permite deixar de lado a confusão causada talvez por percepções errôneas ou exageros ou mesmo o desejo de que as coisas aconteçam do jeito que achamos que devem acontecer.
 
Do livro Full Catastrophe Living de John Kabat-Zinn